top of page
Buscar

Cultivando o Bem-estar no Trabalho : Iniciativas Simples para Fazer a Diferença

Atualizado: 31 de ago. de 2023


Quando pensamos em bem-estar no trabalho, pensamos instintivamente na saúde física e mental dos empregados. No entanto, este conceito multifacetado vai muito para além dos aspectos físicos e psicológicos; analisa a forma como os empregados percepcionam e vivenciam as suas condições de trabalho e o ambiente de trabalho como um todo. O well being no trabalho compreende um conjunto abrangente de factores, englobando as dimensões física, psicológica, emocional e psicossocial que influenciam o bem-estar de um indivíduo na sua vida profissional. Estes factores incluem elementos essenciais como a saúde física e mental, a qualidade das condições de trabalho, o nível de satisfação no trabalho e a natureza das relações com os colegas e as chefias.

É essencial notar que a importância do bem-estar no trabalho é universal e diz respeito a empresas de todas as dimensões e em todos os sectores. De um modo geral, os empregadores pretendem motivar e envolver o seu pessoal, a fim de melhorar o desempenho global da organização. De acordo com um estudo realizado pelo Instituto Chapman, a implementação de uma política sólida de bem-estar no trabalho pode reduzir significativamente as taxas de absentismo até 25%.

É essencial que os líderes e gestores reconheçam que o conceito de stress "benéfico" é utópico, o que sublinha a necessidade de implementar políticas de bem-estar. As medidas para melhorar o bem-estar dos trabalhadores ajudam a prevenir potenciais problemas de saúde, como a fadiga, o esgotamento e os problemas cardiovasculares, muito antes de se tornarem aparentes.

A promoção do bem-estar no trabalho não se limita a reduzir os riscos para a saúde, mas faz com que os colaboradores se sintam reconhecidos e mais entusiasmados com o seu trabalho. Um estudo da Mind Foundation revelou que 60% dos empregados se sentem mais motivados e empenhados quando o empregador se preocupa genuinamente com a sua saúde mental e física.

Ao promoverem o bem-estar no trabalho e ao abordarem os riscos psicossociais decorrentes das condições de emprego, da organização do trabalho e das relações, as empresas podem cultivar um ambiente de trabalho próspero no qual os trabalhadores podem prosperar.



Cultivar o Bem-estar no Trabalho com a  organização de seminários em Lisboa


Qual é a importância da satisfaçao no trabalho ?

O trabalho desempenha um papel importante na vida da maioria das pessoas, indo para além da sua função de simples fonte de rendimento. Proporciona um sentido de objetivo, realização e autoestima, além de permitir que as pessoas criem laços sociais e amizades com os colegas. É por esta razão que 48% dos empregados reconhecem que o local de trabalho desempenha um papel crucial no seu bem-estar quotidiano.

Promover o bem-estar no local de trabalho significa encorajar os trabalhadores a darem o seu melhor no trabalho e fornecer-lhes as ferramentas e o apoio necessários. Desde apólices de seguro de saúde abrangentes a atividades de Team Building e workshops de networking, a promoção do bem-estar dos empregados aumenta o empenho e a produtividade. Serve para lembrar que os empregados são valorizados e que o tempo que dedicam ao seu trabalho é importante.

O bem-estar no trabalho tem benefícios significativos tanto para os empregados como para a própria empresa. Vejamos a importância do bem-estar numa perspetiva da empresa:

1. Aumenta a motivação e o envolvimento dos empregados:

Uma cultura de empresa que dá prioridade à saúde mental e coloca o bem-estar e o conforto no centro das suas preocupações promove a lealdade dos empregados. Quando os membros da equipa se sentem satisfeitos e valorizados nas suas funções, é menos provável que procurem oportunidades noutros locais, o que reduz os custos de recrutamento e ajuda a manter uma força de trabalho de qualidade.

2. Aumento da produtividade:

Estudos demonstraram o impacto positivo do bem-estar no trabalho sobre a produtividade, o desempenho e a retenção de empregados, reforçando a competitividade de uma empresa. Foi demonstrado que os trabalhadores satisfeitos são 31% mais produtivos do que os seus colegas insatisfeitos.

3. Uma imagem de marca positiva:

Um empregador que tem em conta o bem-estar dos seus empregados é muito atrativo para potenciais recrutas. Esta vantagem competitiva para atrair os melhores talentos é essencial para o sucesso da empresa a longo prazo.

4. Reforça a coesão da equipa :

O investimento no bem-estar dos trabalhadores promove uma dinâmica de equipa positiva e reforça a colaboração entre os membros da equipa, o que, em última análise, se traduz num melhor desempenho global e na inovação.

5. Redução da rotação do pessoal:

O enfoque no bem-estar pode reduzir as taxas de rotação. Um estudo da Deloitte descobriu que 61% das pessoas que planeiam deixar os seus empregos em 2022 citam a má saúde mental como a principal razão para o fazer.

A importância do bem-estar no trabalho é inegável, pois é a chave para uma empresa bem sucedida e de alto desempenho que beneficia tanto os empregados como a empresa como um todo. Ao cuidar do bem-estar do seu pessoal, as empresas estão a lançar as bases para o crescimento sustentável e a prosperidade.




O papel dos RH e dos managers no bem-estar dos empregados

A promoção do bem-estar no trabalho é um esforço coletivo que envolve vários actores da empresa: directores, gestores, recursos humanos, etc. As condições de emprego, a organização interna e a qualidade das relações de trabalho são as chaves para a sua promoção efectiva. As condições de emprego, a organização interna e a qualidade das relações de trabalho são as chaves para promover o bem-estar no trabalho.

O inquérito "Future Workplace 2021 HR Sentiment" destaca o crescente reconhecimento do bem-estar e da saúde mental dos empregados como uma prioridade absoluta para os gestores de recursos humanos, com 68% dos inquiridos (incluindo 40% dos CHRO) a sublinharem a sua importância.

Atualmente, o conceito de bem-estar dos colaboradores evoluiu para além da saúde física, passando a abranger o bem-estar geral, que inclui aspectos emocionais, financeiros, sociais, laborais, comunitários e relacionados com objectivos. No centro desta transformação está a procura crescente de flexibilidade no local de trabalho, permitindo aos colaboradores determinar quando, onde e como trabalham, de acordo com as suas necessidades individuais.

Os profissionais de recursos humanos podem ter um impacto significativo no bem-estar dos trabalhadores:

- Criar um ambiente de trabalho solidário e inclusivo:

Os gestores de RH devem esforçar-se por criar uma cultura de trabalho que valorize o bem-estar e a inclusão. Isto significa criar canais de comunicação abertos e abordar ativamente as preocupações com o stress relacionado com o trabalho, a saúde mental e o equilíbrio entre a vida profissional e pessoal.

- Ofereça recursos para o bem-estar:

Os RH podem desempenhar um papel vital na disponibilização de acesso a recursos como programas de apoio à saúde mental, regimes de trabalho flexíveis, iniciativas de bem-estar e apoio ao planeamento financeiro para melhorar o bem-estar dos trabalhadores.

- Desenvolvimento profissional e de carreira:

Investir no desenvolvimento profissional dos trabalhadores e oferecer-lhes perspectivas de carreira concretas pode contribuir significativamente para a sua satisfação no trabalho e o bem-estar.

- Formar os gestores para que possam prestar um melhor apoio aos empregados:

Os RH têm de formar os gestores para reconhecerem os sinais de stress e de esgotamento dos trabalhadores, comunicarem eficazmente e criarem um ambiente de trabalho favorável.

- Incentivar o equilíbrio entre a vida profissional e a vida privada:

Os RH podem promover o equilíbrio entre a vida profissional e pessoal e ajudar os trabalhadores a encontrar um equilíbrio saudável entre a sua vida pessoal e profissional.

Ao envolver ativamente os RH e os managers na promoção do bem-estar, as empresas podem criar um ambiente de trabalho estimulante e produtivo, no qual os empregados se sintam valorizados, apoiados e motivados para se destacarem nas suas funções. Uma estratégia de bem-estar bem concebida, liderada pelos RH e adoptada pelos gestores, pode conduzir a uma melhor retenção dos empregados, a um maior envolvimento e a um maior sucesso global da empresa.




O que é necessario para o desenvolvimento da satisfaçao no trabalho ?

Criar uma cultura de empresa que encoraje a discussão aberta sobre a saúde e o bem-estar dos empregados é essencial para promover um ambiente positivo e de apoio. Os newsletters internos da empresa, as campanhas de correio eletrónico e as mensagens na intranet podem ser ferramentas poderosas para incentivar conversas sobre diferentes preocupações de saúde. Desde a saúde física ao bem-estar mental, a resposta às diversas necessidades dos empregados é essencial para garantir a sua felicidade e produtividade.

Promover uma cultura de empresa aberta:

As iniciativas que normalizam as questões de saúde e incentivam o diálogo aberto são fundamentais para mostrar aos empregados que o seu bem-estar é uma prioridade máxima. Os empregadores podem considerar concentrar-se em diferentes tópicos de saúde todas as semanas, envolvendo os empregados com factos, questionários e conteúdos educativos. Ao fornecer conselhos, dicas e recursos de apoio, os empregadores podem incentivar os seus empregados a pedir ajuda e a sentirem-se à vontade para falar sobre questões de saúde.

Prémios e reconhecimento:

O reconhecimento das realizações e contribuições dos empregados através de programas de recompensas e reconhecimento pode melhorar significativamente o moral e a satisfação no trabalho. O reconhecimento de realizações tangíveis e de uma ética de trabalho louvável reafirma aos empregados que os seus esforços são valorizados.

Actividades de bem-estar:

O envolvimento dos empregados em actividades de bem-estar não só promove a saúde física, como também fomenta as relações sociais. Opções como aulas de treino à hora do almoço, clubes de jogging e grupos de caminhada promovem a coesão da equipa e um estilo de vida mais saudável. Além disso, a introdução de clubes baseados em vários interesses e passatempos, como clubes do livro, sessões de culinária ou jogos de cartas, enriquece ainda mais o aspeto social do bem-estar no trabalho.

Team Building:

A organização de eventos e workshops de team building reforça a camaradagem e a colaboração entre os empregados. Estes eventos de Team Building e seminários dão um sentido partilhado de objetivo, identidade e valores, promovendo a coesão e a unidade da força de trabalho. Além disso, a formação de equipas incentiva a inteligência colectiva e facilita a integração de novos membros da equipa.

Criar um ambiente de trabalho positivo:

A conceção de um espaço de trabalho atrativo, equilibrando áreas de colaboração e de relaxamento, pode contribuir significativamente para o bem-estar dos empregados. Proporcionar espaços confortáveis e funcionais permite aos empregados fazer pausas, recarregar as baterias e trabalhar mais eficazmente, contribuindo, em última análise, para uma força de trabalho mais empenhada e satisfeita.

Ao adotar estas iniciativas de bem-estar simples mas eficazes, as empresas podem criar um ambiente de trabalho em que os empregados se sintam apoiados, valorizados e motivados para dar o seu melhor. Ao encorajar conversas abertas sobre saúde, tanto física como mental, os empregados são encorajados a dar prioridade ao seu bem-estar e a contribuir para um local de trabalho mais feliz e bem sucedido.



O Bem-estar no trabalho para prosperar em conjunto

Nesta análise do bem-estar no trabalho, destacámos o seu significado multidimensional, que engloba aspectos físicos, mentais, emocionais e sociais. Promover uma cultura de diálogo aberto sobre questões de saúde é essencial para criar um ambiente de trabalho solidário e atencioso.

As empresas com visão de futuro colocam o bem-estar dos seus empregados em primeiro lugar, com 68% dos gestores de RH a darem-lhe prioridade, de acordo com o inquérito "Future Workplace 2021 HR Sentiment".

Investir em iniciativas que permitam aos colaboradores dar prioridade à sua saúde, tais como programas de recompensas e reconhecimento, programas de saúde e bem-estar empresariais e várias actividades de bem-estar, enriquece a experiência de trabalho e demonstra o compromisso de uma empresa para com os seus empregados.

Os eventos de team building e os seminários são ferramentas poderosas para promover a unidade, reforçar a cultura empresarial e aumentar o envolvimento dos empregados.

Na ACAR Corporate Events, compreendemos a importância do bem-estar no trabalho e estamos empenhados em ajudar a sua organização a prosperar. Os nossos seminários e team building personalizados permitir-lhe-ão promover uma mudança positiva e dar aos seus empregados a capacidade de prosperar.

Contacte a ACAR Corporate Events hoje mesmo e vamos embarcar no caminho do bem-estar, onde a sua empresa e os seus empregados podem realmente prosperar, crescer e ter sucesso juntos.





2 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page